DSC_0425 (Medium)

A Martucci Melillo, tradicional escritório de advocacia de Botucatu, assinou nesta segunda (24) o documento de concessão de área para construção de uma nova sede dentro do Parque Tecnológico Botucatu. A formalização da concessão de uso da área ocorreu no gabinete do prefeito de Botucatu, Mário Pardini, e foi acompanhada pelo diretor do Parque Tecnológico, Carlos Alberto Costa; e diretores representantes da empresa.



De acordo com o grupo, a mudança para o Parque Tecnológico Botucatu permitirá estar num ambiente mais favorável e de inovação, principalmente na área de Tecnologia da Informação, uma vez que pretendem desenvolver um novo software de controle de processos judiciais e financeiro. A pretensão é que essa nova ferramenta, futuramente, possa ser ofertada aos demais advogados e escritórios de advocacia com preço acessível.



"O diferencial do projeto é a utilização de inteligência artificial no seu desenvolvimento, que através da jurimetria (mapeamento de decisões judiciais por juiz, comarca, tribunal e por espécie de ação), trará subsídios para o advogado pensar de forma mais ampla e integral nas necessidades dos seus clientes, trazendo maior eficácia ao seu trabalho", esclarece Gustavo Martin, um dos sócios da Martucci Melillo.



"Pretendemos começar as obras ainda esse ano. E se tudo caminhar bem, mudamos em 2019. Esperamos num primeiro momento expandir o nosso espaço físico atual, num ambiente moderno que inspire a inovação e que contemple espaços humanizados visando a troca de experiências, e que proporcione o desenvolvimento profissional e integral do ser humano", complementa.



A Martucci Melillo é a segunda empresa a assinar contrato para construção no Parque Tecnológico. Em março deste ano, a Mega Whip – Indústria e Comércio de Chicotes Elétricos já havia celebrado este mesmo tipo de contrato. Este ano, o Parque Tecnológico revisou o edital de seleção de projetos para a concessão de áreas de terrenos, disponibilizando pouco mais de 23.000m², divididos em 20 lotes.



"A projeto da Martucci Melillo é inovador, principalmente se considerarmos o aspecto da área de atuação da empresa. Mas é justamente nisso que acreditamos: que possamos ser um ambiente de inovação eclético e que cada vez mais possamos proporcionar sinergia entre diferentes tipos de negócios”, argumenta Carlos Costa, do Parque Tecnológico Botucatu.


 

“Atualmente dos 15 empreendimentos do Parque Tecnológico 46% são das áreas do agronegócio (agritech), biotecnologia e bioprocessos; 34% são da área de TI; e 20% de outras áreas (automobilística, eletrometalmecânica e serviços). Isso é saudável e caracteriza a função de um parque tecnológico na sua região de atuação", complementa.

 


Sobre a Martucci Melillo
A Martucci Melillo tem pouco mais de 36 anos de experiência, com atuação nas áreas previdenciária, trabalhista, servidor público estadual, securitária e cível, presente, em mais de 60 cidades no estado de São Paulo. Conta atualmente com mais de 100 funcionários, sendo a maior parte destes advogados celetistas (no total de 31), além de bacharéis de Direito celetistas, estagiários, e demais funcionários dos setores administrativo, financeiro, TI e RH.



Sobre o Parque Tecnológico Botucatu
Inaugurado em 14 de abril de 2015 e credenciado no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec) em 2016, o Parque Tecnológico Botucatu é vocacionado ao desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços nas áreas de bioprocessos, biotecnologia, meio ambiente, produtos florestais, produtos naturais da fauna e da flora, tecnologias sociais, logística, tecnologia da informação e comunicação, entre outras.



Atualmente conta com seis empresas em seu Núcleo Administrativo: BPI (biologia molecular); Omics (terapia celular regenerativa); Solutudo (tecnologia da informação e comunicação); Água da Mata (fertilizantes orgânicos); Bird View (estratégias em biodefensivos); e Nutrir Orgânicos (soluções para agricultura orgânica).


 

Também dentro do seu Núcleo possui um Espaço Coworking no qual abriga mais quatro empresas: Assovio (desenvolvimento de softwares); Avenir 3D (impressão 3D / prototipagem rápida); Milena Lozano Coaching (desenvolvimento pessoal e profissional) e Verum Ingredients (desenvolvimento de ingredientes funcionais).



O Parque Tecnológico Botucatu possui pouco mais de 23.000m², divididos em 20 lotes, voltado a construção de unidades empresariais. Outra área, de 33.000m², está reservada à construção de um Centro Empresarial de 6.000 m² e uma terceira área, de 219 mil m², reservada para futuras expansões.



Além disso, o Parque faz a gestão de duas incubadoras da Cidade: Incubadora Botucatu [Vila São Benedito] e Prospecta [campus da Fazenda Lageado - FCA/Unesp]. São ambientes que abrigam empresas "nascentes". O objetivo destes espaços é proporcionar elementos básicos à viabilização, operacionalização e desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços com vistas ao desenvolvimento econômico e social.
 

 

Serviço
Parque Tecnológico Botucatu
Rodovia Gastão Dal Farra km, 7+184m
Tel.: (14) 3813-4659
E-mail: contato@parquetecnologicobotucatu.org.br
Site: http://parquebtu.org.br/

 

parquetecnológicobotucatuinovaçãotecnologiaempreendedorismonegóciosadvocaciadireitoparquetecnológicobotucatu