WhatsApp Image 2019-02-26 at 09.30.43

O Parque Tecnológico Botucatu firmou nesta última semana de fevereiro a cessão de terrenos para a construção de mais uma empresa. A The Save Water Company atua na área ambiental, oferecendo serviços como análises de água e descontaminação de rios. A iniciativa é fruto da expertise dos professores Alcides Leão e Ivana Cesarino, ambos do Departamento de Bioprocessos e Biotecnologia da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Unesp de Botucatu.

 

A ideia começou em 2003, durante o doutorado de Ivana. O estudo levava em conta que a água de alguns rios do Estado continham contaminantes emergentes. Ou seja, níveis de metais pesados, hormônios e pesticidas aceitáveis  de certa forma para consumo, mas que não conseguiam ser removidos nos tratamentos de água convencionais.

 

“Nossa empresa pode atuar desde o controle de contaminações provocadas por plantas aquáticas ou até mesmo em casos de acidentes como ocorreu em Brumadinho (MG). Contamos com embarcações, maquinário especializado e até parceria com uma companhia norte-americana para esse tipo de serviço, que ainda é pouco explorado no Brasil”, comenta Ivana.

 

“Só para se ter ideia: há trechos do Rio Tietê, em toda sua extensão, em que 30% são ocupados por ervas-daninhas. São verdadeiras pragas que afetam diretamente a qualidade da água e, consequentemente, a vida de inúmeras espécies de peixes. Provocando assim uma série de desequilíbrios ambientais. Neste sentido, enxergamos que há demanda para esse tipo de problema”, contextualiza Leão.

 

A The Save Water Company ocupará no Parque Tecnológico um espaço com pouco mais de 3,4 mil metros quadrados de área. A empresa já investiu cerca de R$ 500 mil na aquisição dos primeiros barcos e equipamentos, mas prevê injetar pelo menos mais R$ 1 milhão nos próximos 12 meses para viabilizar a construção da sua unidade. “Estar no Parque Tecnológico com certeza irá gerar sinergia com outros potenciais parceiros, além de ser um belo cartão de visitas para a empresa”, conclui o docente.

 

Carlos Alberto Costa, diretor executivo do Parque Tecnológico Botucatu, lembra que a The Save Water Company é a terceira empresa a assinar contrato para construção em terrenos do Parque. A Mega Whip e a Martucci & Melillo assinaram no ano passado e já estão providenciando os projetos para o início de obras.

 

“Trata-se de mais uma empresa na área de biotecnologia e que tem o perfil do Parque Tecnológico. Cada nova empresa que firma parceria conosco fortalece e credencia ainda mais nosso espaço no interior de SP. Apesar do período de crise econômica, muitas empresas estão se reposicionando no mercado e apostando em inovação. Por isso temos convicção que 2019 será um ano importante em nossa história”, diz Carlos Costa, diretor executivo do Parque Tecnológico.

 

Sobre o Parque Tecnológico Botucatu
Inaugurado em 14 de abril de 2015 e credenciado no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec) em 2016, o Parque Tecnológico Botucatu é vocacionado ao desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços nas áreas de bioprocessos, biotecnologia, meio ambiente, produtos florestais, produtos naturais da fauna e da flora, tecnologias sociais, logística, tecnologia da informação e comunicação, entre outras.

 

Conta com um Núcleo Administrativo no qual é ocupado atualmente por dez empresas que prestam serviços em diferentes áreas do mercado como biotecnologia, tecnologia da informação, agricultura, entre outras. Também dentro do seu Núcleo possui um Espaço Coworking (espaço compartilhado de trabalho) para novas startups.


O Parque Tecnológico Botucatu possui pouco mais de 23.000m², divididos em 20 lotes, voltado a construção de unidades empresariais. Outra área, de 33.000m², está reservada à construção de um Centro Empresarial de 6.000 m² e uma terceira área, de 219 mil m², reservada para futuras expansões.


Além disso, o Parque faz a gestão de duas incubadoras da Cidade: Incubadora Botucatu [Vila São Benedito] e a incubadora Prospecta [campus da Fazenda Lageado - FCA/Unesp]. São ambientes que abrigam empresas "nascentes" e proporcionam elementos básicos à viabilização, operacionalização e desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços com vistas ao desenvolvimento econômico e social.



Serviço
Parque Tecnológico Botucatu
Rodovia Gastão Dal Farra km, 7+184m
Tel.: (14) 3813-4659
E-mail: contato@parquetecnologicobotucatu.org.br
Site: http://parquebtu.org.br/

 












 


botucatutecnologiainovaçãoempreendedorismoparquetecnológicocarreiramercadonegóciosinteriorspsãopaulobiotecnologia