DSC_2855

Prestes a completar 5 anos de vida no próximo dia 14 de abril, o Parque Tecnológico Botucatu continua a atrair novas empresas. Agora fazem parte deste ambiente inovador a R4D Biotech e a Three Life. Os contratos foram assinados no último dia 9 com representantes da Prefeitura, das próprias empresas e Parque Tecnológico.

 

A Three Life atua na fabricação e comercialização de suplementos alimentares e de cosméticos. A empresa adquiriu terreno de 1.225,80 m² para construção de sua futura fábrica. Trabalha com produção de marcas próprias e de terceiros. Alimentos em pó, cápsulas e comprimidos, além de cosméticos para pele e cabelo.

 

“A expectativa é excelente. Além do terreno, que vai proporcionar a construção de nossa unidade conforme a nossa necessidade, ter a estrutura do Parque, com acesso à sua equipe de profissionais, é um grande auxiliador no desenvolvimento de qualquer empresa”, destaca Rodrigo Griva Viterbo de Oliveira, engenheiro e sócio da empresa.

 

Já a R4D Biotech atua na área de biotecnologia e traz para o mercado uma inovação que promete otimizar a recuperação de fraturas ósseas com células tronco. Neste primeiro momento atendendo apenas o mercado veterinário. No Parque Tecnológico, a empresa ficará alojada em uma das salas do prédio administrativo onde instalará seu laboratório.

 

Denis Jeronimo Svicero, proprietário da R4D Biotech, é médico-veterinário e foi despertado a empreender assim que conheceu de perto a tecnologia desenvolvida há cerca de 30 anos dentro do Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos (Cevap), onde realiza seu pós-doutorado.

 

“Identifiquei esta oportunidade e fui encorajado pela Unesp. Aliás, isto tem sido fundamental para o nosso sucesso, pois a Agência Unesp de Inovação (AUIN) tem tratado nossas demandas com extremo profissionalismo e atenção. Agora sigo, além do pós-doutorado, com uma startup filha da Unesp”, enfatiza.


 

Sobre o Parque Tecnológico Botucatu

Inaugurado em 14 de abril de 2015 e credenciado no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec) em 2016, o Parque Tecnológico Botucatu é vocacionado ao desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços nas áreas de bioprocessos, biotecnologia, meio ambiente, produtos florestais, produtos naturais da fauna e da flora, tecnologias sociais, logística, tecnologia da informação e comunicação, entre outras.

 

O Parque Tecnológico Botucatu possui pouco mais de 23.000m², divididos em 20 lotes, voltado a construção de unidades empresariais. Outra área, de 33.000m², está reservada à construção de um Centro Empresarial e Incubadora de 6.000 m² e uma área, de 219 mil m², reservada para futuras expansões.

 

Além disso, o Parque faz a gestão de duas incubadoras da Cidade: Incubadora Botucatu [Vila São Benedito] e a incubadora Prospecta [campus da Fazenda Lageado - FCA/Unesp]. São ambientes que abrigam empresas "nascentes". O objetivo destes espaços é proporcionar elementos básicos à viabilização, operacionalização e desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços com vistas ao desenvolvimento econômico e social.

 

O Parque Tecnológico Botucatu conta atualmente com: 28 empresas [19 no prédio administrativo e outras nove com terrenos para construção]. Além de outras 13 nas incubadoras. Juntas, elas empregam mais de 230 pessoas e geram um faturamento superior a R$ 20 milhões/ano. Mais de 60% destas empresas atua no ramo de Biotecnologia, bioprocessos e Agronegócio.


 

Serviço

Parque Tecnológico Botucatu

Rodovia Gastão Dal Farra km, 7+184m

Tel.: (14) 3811-1546

E-mail: contato@parquebtu.org.br

Site: http://parquebtu.org.br/

 


inovaçãoparque tecnológicoempresaterrenostecnologiabiotecnologianegóciosbotucatu